Alô… alô, Terra!


Quem vos fala é o Deus que vós mesmos criastes, estarrecido com a degradação geral de valores que alimenta os pobres seres humanos que habitam esse minúsculo planeta!

Onde pensais que ireis chegar, agindo com tamanho desprezo por tudo que herdastes de Mim, mesmo sendo Eu apenas uma criação mental, uma suposição mesquinha e medíocre de vossas mentes perturbadas?

Já passastes de todos os limites admissíveis e suportáveis, ainda que vossas insignificantes vidas não vos permitam evoluir sequer em pensamento!

Não fosse Eu apenas uma criatura virtual de vossas pobres mentes, na Minha Infinita Sabedoria, já os teria aniquilado definitivamente… agrada-me, porém, saber que desaparecereis espontaneamente, a despeito da Minha Suprema Vontade!

Destarte, restringi-vos à limitada capacidade de compreensão de vossa irrelevante existência e limitai-vos a meramente sobreviver enquanto podeis! Vosso mundinho pervertido, de qualquer forma, já está com seus dias contados…

Assinado
Vosso Deus particular



por João Carlos Figueiredo Postado em Crônica

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s