Satori

Cifradas senhas ocultas em ti mesma…
…e, no entanto, lá estavas, evidente:
Bela, plena, exuberante e forte…
A um só tempo, incompreensível e fugidia…

Tua presença, mimetizada no Infinito !…

Milhões de seres pesquisei, cansado,
Por não sentir que, eterna e derradeira,
Me esperavas, postada ao meu lado.

Que, sendo a última, continuavas a primeira,
Única flor perene, a desabrochar
No deserto de minha solidão…

Anúncios
por João Carlos Figueiredo Postado em Poesia

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s