Quase-vida

Quase ouço o pulsar da Vida em meu ser…
Como escutá-lo, porém,
Se esta já se foi e não mais a sinto em mim ?

Resta-me, apenas, a sensação, que não houve,
Da Vida por que passei…
Desapercebido…
Solitário, na espectral multidão,
Irrelevante e mutilada, que me cerca…

O que vibra, então, em mim,
Se vida já não é ?…

Que estranha sensação,
Que vida até parece ser…
… e me confunde assim ???

por João Carlos Figueiredo Postado em Poesia

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s