Ponto de Vista


Não há verdades eternas…
não na Ciência ou nas Artes,
tampouco nas Relações Sociais
(regras que ditam a Lei Moral,
guia de um "bom comportamento").
Como seriam, então, as Religiões,
eternas e seculares em suas "verdades"
ar-ro-gan-tes e con-tra-di-tó-rias?
 
Pois estamos sempre a observar a vida de nosso…
Ponto de Vista, visão puramente simplista!
 
Se a paisagem ao nosso redor é infinita
em seu mosaico de complexidades inesgotáveis,
-depende, tão-somente, do nosso "ponto de vista"-
Infinitas são as visões do Ser em nosso tempo finito.
 
Se a cada evolução transmudamos o mesmo Ser,
como poderá ser único o nosso Ponto de Vista?
 
Assim somos nós, altruístas, oportunistas,
Malabaristas na arte de viver essa incerteza real!
 
Sejamos, então, realistas,
aceitando tudo, em vista da evidência
de que nada existe de-fi-ni-ti-va-men-te.
 
Assim é o meu Ponto de Vista…
Anúncios
por João Carlos Figueiredo Postado em Poesia

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s