Lamento (1970)

O orvalho, que chora, silenciosa, a madrugada,
Acarinhando a relva, embelecendo a alvorada,
Desperta o mundo à infinita caminhada
Em procura do Amor, da Paz…
Ao encontro do Nada !…

Anúncios
por João Carlos Figueiredo Postado em Poesia

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s