Engodo

Sofro a dor do mundo,
Que me cala.

É esta, enfim, a sina do Poeta,
Sem consolo.

Às suas palavras, não há entendimento,
Apenas solidão.
Assim, recria ele seu espaço
E, dele, faz seu mundo
De mentiras,
De ilusão…

Anúncios
por João Carlos Figueiredo Postado em Poesia

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s