Alter Ego

Caminho pela noite,
Recolhendo fragmentos de meu Ser.

Nas esquinas, os encontro,
Percorrendo as madrugadas,
Seguindo, em frangalhos,
Outras personagens,
Espectros dilacerados dessa Sociedade…

Pobres Almas…
Em tudo, iguais a mim… Imortais em sua essência –
Reflexos de outros seres,
Tão normais…
Assim tão disfarçados…

por João Carlos Figueiredo Postado em Poesia

Aguardo sua resposta...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s